quinta-feira, 17 de março de 2011

Hugo Boss agora com decote

A tradicional marca de roupas masculinas Hugo Boss vai lançar no Brasil uma linha de roupas femininas.O lançamento deve ser junto com a inauguração da nova loja, no segundo semestre deste ano, no Shopping Iguatemi de SP, e é fruto de um investimento de R$7 milhões*


Essa será a primeira loja que vende todos os produtos da marca alemã na América do Sul. Pra quem não sabe, Hugo Boss foi um alfaiate alemão que vendia roupas para os trabalhadores. Durante a Segunda Guerra, ele confeccionava uniformes para a SS Alemã, pois era membro do partido nazista. A marca chegou ao Brasil em 1988, 40 anos após a morte de Boss.


Voltando para as mulheres, a ideia de vender produtos femininos junto aos masculinos, parte de uma observação que cabe em diferentes classes sociais. Quer ver?
 

"A mulher da Classe C, para otimizar a visita à loja, acaba comprando roupas para o marido e os filhos. Por isso hoje, das 280 Lojas Marisa espalhadas pelo país, 205 são completas, com roupas femininas, masculinas e infantis" diz Andrea Beatrix, gerente geral de marketing das Lojas Marisa, numa entrevista que eu fiz com ela recentemente sobre consumo feminino.


Simples, né? No caso de Hugo Boss, de acordo com o Presidente da empresa para as Américas, Mark Brashear, "as mulheres compram duas vezes mais que os homens, então, consideramos a nova loja uma boa oportunidade para trazer essa linha para o país"*


 
Da Classe A à Classe C, as mulheres consomem mais e são vistas como oportunidade de investimento e expansão das marcas. Seja da brasileiríssima Marisa, ou do alemão Hugo Boss.





*Informações da coluna Mercado Aberto, da Folha de São Paulo de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário